NOTÍCIAS

Pronampe Emergencial SC: o importante apoio do Governo do Estado para a retomada de empresários catarinenses após as enchentes de 2023

Seis meses se passaram após as fortes chuvas, enxurradas e enchentes que castigaram o Estado no final do ano passado. Outubro e novembro foram meses de muita apreensão e prejuízos para os catarinenses.

Para ajudar os atingidos, o Governo do Estado realizou diversas ações e medidas. Uma delas foi a criação do Pronampe Emergencial SC, gerido pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), com foco nos micro e pequenos empresários.

Seu Valderi Jovenil de Aguiar, foi um dos empresários que buscou apoio do Governo do Estado. Graças aos recursos do Pronampe Emergencial ele conseguiu reconstruir parte da pousada que administra em Praia Grande, no Sul do Estado.

A chuva destruiu o muro que fica na frente do empreendimento e móveis foram perdidos por conta da enxurrada. O terreno também precisou de uma atenção redobrada depois de ser inundado e ter ficado com muita lama.

Depois de passar por momentos difíceis e procurar pelo Pronampe emergencial, seu Valdir conta que o recurso fez uma grande diferença para seguir em frente:

SONORA

O programa iniciou em dezembro de 2023 e na época o presidente do BRDE, João Paulo Kleinübing, ressaltou que as equipes estavam preparadas para atender os catarinenses de todas as regiões.

A conclusão desta primeira fase, que teve a parceria das cooperativas de crédito estado já aconteceu, e agora é olhar para o futuro do programa segundo o presidente:

SONORA

O Pronampe Emergencial alcançou a meta de contratações. Ao todo, foram financiados R$ 140 milhões, com recursos para 1.083 empreendedores em 87 municípios afetados pelas enchentes.
O Governo de Santa Catarina subsidiou 50% e 100% da taxa de juros nos municípios com decreto de emergência ou estado de calamidade pública, respectivamente. Além dos prazos de pagamento e carência que também foram estendidos pelo Banco.

A empresária Sabrina Scandolara Lima, também mora em Praia Grande, no Sul do Estado, e foi outra empresária beneficiada pelo Pronampe Emergencial SC. Junto com o marido, ela tem uma loja de materiais de construção e durante as enchentes viu com tristeza e desespero materiais como madeiras, areia, brita e tijolos serem arrastados pela água. A disponibilidade do crédito ajudou a melhorar o empreendimento:

SONORA

Ao todo, foram 15 municípios atendidos com 100% do subsídio dos juros, com um montante de financiamento na ordem de R$ 71,3 milhões. Foram 556 micro e pequenas empresas atendidas nas cidades que decretaram calamidade pública pelo Pronampe Emergencial SC.

O BRDE e o Governo do Estado iniciaram as tratativas para uma nova fase do programa em 2024. A ideia é tornar o Pronampe SC uma ação permanente de ajuda aos micros e pequenos empresários em Santa Catarina.

A proposta inclui condições diferenciadas para os municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), além de beneficiar setores como inovação e produtores rurais.